Com a chegada das festas de fim de ano, a família se reúne e desfruta de bons momentos à mesa. Além de pais, irmãos, avós, tios e primos, os pets são presenças fundamentais nessas reuniões. Porém, é preciso ter cuidado na hora de compartilhar com eles aquelas sobrinhas da ceia de Natal e réveillon. Isso porque existem alimentos que não devem ser oferecidos aos animais, podendo provocar diversos danos à saúde do seu companheiro.

Por isso, preparamos abaixo uma lista com cinco alimentos que são proibidos para o seu pet. Confira:

1- Chocolate

Essa delícia está sempre presente nas sobremesas de fim de ano, seja nos chocotones ou no tradicional pavê. Pode parecer que o chocolate é uma bela recompensa para seu pet, mas, na verdade, ele pode fazer muito mal à saúde do seu bichinho.

Alguns elementos presentes no chocolate, como a cafeína e a teobromina, são tóxicos para os animais. Entre os sintomas provocados por esse alimento estão vômito, aumento da frequência respiratória, irritação e dores abdominais. Em alguns casos, a ingestão de chocolate pode provocar convulsões e até mesmo a morte. Por isso, todo cuidado é pouco!

2- Uvas

Elas parecem inofensivas e até saudáveis, mas, para os pets, elas são um perigo. Seja in natura ou na forma de sucos, a ingestão dessa fruta pode causar graves doenças. Os sintomas provocados por ela vão desde vômito, diarreia, fraqueza e desidratação, observados geralmente nas primeiras 24h após a ingestão, até o desenvolvimento de insuficiência hepática.

Ainda não se sabe ao certo qual a substância presente na uva que a torna proibida para os pets. Porém, o risco é real e já bastante conhecido, por isso, a dica é não oferecer essa fruta ao seu animal de estimação.

3- Frango ou peru

O protagonista das ceias de Natal e réveillon é sempre, o peru e o primeiro risco que ele oferece é o próprio tempero da carne. Isso porque alguns deles, como alho e cebola, podem causar danos como alterações nos glóbulos vermelhos do sangue e o desenvolvimento de um quadro de anemia.

Outro grande perigo de oferecer esse alimento aos animais é a ingestão dos ossos presentes nessa carne. Isso porque eles podem se partir após ingeridos e os fragmentos podem provocar obstruções no estômago e no intestino do seu bichinho, podendo até mesmo causar perfuração e/ou obstruções desses órgãos, impedindo o trânsito do aparelho gastrointestinal. Se a ingestão for acidental, é preciso ficar atento para qualquer sinal de dor ou desconforto.

4- Laticínios

Um pãozinho de queijo por debaixo da mesa ou um pratinho de leite na madrugada são vistos como petiscos inofensivos. Mas o que muita gente não sabe é que a maioria dos cães e gatos adultos não produz grandes quantidades de lactase, enzima que auxilia na digestão da lactose presente no leite. Por isso, eles costumam desenvolver intolerância a esse alimento.

Nesse caso, os laticínios não oferecem risco de morte aos pets, mas provocam sintomas como dores abdominais, gases e diarreia quanto ingeridos em grandes quantidades. Por isso, para que sua ceia de fim de ano aconteça sem acidentes desagradáveis, a dica é evitar oferecer leite e seus derivados aos bichinhos!

5- Pimenta

Muita gente ama o ardor e a picância desse tempero. Mas, para os pets, a pimenta é um alimento proibido. Além do sabor ser muito forte para eles, a substância capsaicina, que provoca o ardor, é tóxica para cães e gatos. Quando ingerida, pode provocar úlceras e gastrite.

Os primeiros sinais da intoxicação são sintomas como diarreia, gases, dores estomacais e vômitos. Esses problemas podem aparecer mesmo com a ingestão de uma quantidade pequena desse alimento. Por isso, fique atento!

Meu pet ingeriu alimentos proibidos, e agora?

Se mesmo com todos os seus cuidados o seu bichinho acabou ingerindo algum dos alimentos presentes na lista dos proibidos, fique calmo! Aos primeiros sinais de que alguma coisa está errada, leve seu pet ao hospital veterinário para que sejam feitos os procedimentos adequados.

Mesmo que alguém tenha ensinado um remédio infalível para curar os males do seu bichinho, o ideal é sempre buscar ajuda profissional. Isso porque as receitas caseiras muitas vezes podem piorar o estado do animal ou ainda provocar outros problemas.

Na maioria das vezes, a ingestão de alimentos proibidos acontece acidentalmente e em pequenas quantidades. Nesses casos mais leves, o animal pode voltar rapidamente para casa e seguir com o tratamento de acordo com as orientações do veterinário.

Conclusão

Nesse artigo, você conheceu cinco alimentos que são proibidos para seu pet. Mas lembre-se: a lista ainda inclui outras iguarias que os animais não podem comer! Por isso, sempre consulte seu veterinário para saber o que oferecer para seu bichinho.

Agora que você já sabe quais alimentos são proibidos para seu animalzinho, é só aproveitar a ceia de fim de ano ao lado daquele que esteve ao seu lado em todos os momentos. E fique tranquilo: se precisar, a CenterVet está disponível 24h por dia para atender o seu pet!