A hidrometra é uma alteração uterina que leva ao acúmulo de liquido dentro do órgão. Tal alteração se dá durante o ciclo reprodutivo de cadelas e gatas devido a uma resposta exagerada do útero ao estimulo do hormônio progesterona, fazendo com que o tecido uterino se torne cístico, edematoso, espessado e infiltrado por glóbulos brancos e células sanguíneas. A progesterona também inibe a motilidade uterina fazendo com que o líquido fique acumulado e sem drenagem.
O estrógeno aumenta o número de receptores uterinos para progesterona, o que explica a grande incidência de alterações uterinas após a aplicação do estrógeno para evitar cio.
Diferentemente da piometra, onde o material acumulado é purulento e contaminado, na hidrometra o conteúdo é inicialmente estéril, mas há grande risco de ser colonizado por bactérias levando ao quadro infeccioso de piometra.
O diagnóstico da doença é feita se associando o início dos sintomas clínicos que englobam aumento de volume abdominal, dor abdominal, prostração, falta de apetite, secreções vaginais e febre coincidindo com cio ou parto recentes. Para diagnóstico definitivo deve ser feito exame de ultrassonografia, onde se visualiza aumento do volume uterino e acúmulo de conteúdo em seu interior.
É indispensável que a fêmea suspeita de alterações uterinas faça também exames de hemograma e bioquímica sérica, avaliando principalmente a possibilidade de infecção sistêmica (septicemias e toxemias), peritonite, lesões renais e hepáticas.
Para tratamento é indispensável a remoção de todo o órgão reprodutivo (ovários e útero) através de OSH (castração), desta forma se elimina a causa da doença pois se extingue os estímulos hormonais da reprodução. Além do tratamento cirúrgico é necessário acompanhamento hospitalar com fluidoterapia intensa, antibioticoterapia, antiinflamatórios, analgésicos e antitérmicos.
Abaixo foto de útero de cadela de 8 anos de idade, da raça York Shire apresentando hidrometra no corno uterino direito.
Paciente apresentava comportamento agitado, falta de apetite, aumento de volume abdominal e polaciúria (aumento de frequência urinária) a cerca de 2 dias, tutor relata que cadela sempre teve cio silencioso não conseguindo identificar com precisão quando ocorria. Foi realizado ultrasson no mesmo dia que mostrou aumento de volume uterina e acumulo de conteúdo, imagem sugestiva de piometra, mucometra, hemometra ou hidrometra.
Paciente encaminhada para cirurgia realizada no dia 24/03 e mantida em internação para tratamento pós cirúrgico.

hidrometra-centervet

Útero de uma cadela Yorkshire com Hidrometra.

 

Dr. Philipe Macedo – Médico Veterinário Clínico e Cirurgião Geral da CenterVet Hospital Veterinário. 05 de Abril de 2018.