Assim como os machos da raça humana (homens) os machos caninos e felinos (cães e gatos) também sofrem de câncer de próstata, entre outras neoplasias.  No mês de Novembro é realizada a campanha de combate ao câncer de próstata, e agora também essa campanha se estende aos pets dando origem ao NOVEMBRO AZUL PET.

O Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata é comemorado no dia 17 de novembro tanto para os humanos quanto para os animais. O câncer de próstata é uma neoplasia pouco comum em gatos, enquanto que em cães é mais frequente, acometendo animais entre 7 a 15 anos de idade. Por este motivo, é importante que os cães a partir dos 7 anos de idade sejam submetidos anualmente a ultrassonografia abdominal para avaliação de próstatas e testículos, principalmente, machos não castrados.

Mais de 90% das doenças de próstata podem ser evitadas se o cachorro for castrado no primeiro ano de vida, pois, localizada na pelve próxima à bexiga e que envolve parte da uretra, a próstata participa do processo reprodutivo e sofre influência dos hormônios sexuais produzidos nos testículos. Machos não castrados podem chegar ao oitavo ano de vida com 80% de chance de desenvolver tumor na próstata.

Sintomas:

 Os sintomas mais comuns de câncer de próstata em cães são:

  • Lambedura em excesso do local;
  • Dificuldade em urinar – (urina em jatos finos demorando mais para esvaziar a bexiga;
  • Dificuldade em defecar – (dor e desconforto ao defecar);
  • Evacuação de fezes em formato de fitas (achatado);
  • Presença de secreção com sangue ou esverdeada no pênis.

Diferente da patologia em humanos, a probabilidade em desenvolver um tumor maligno é muito pequena, mas, mesmo assim, a doença compromete a qualidade de vida e o bem-estar do animal. Há casos em que os animais podem ter a próstata modificada sem apresentarem sintoma por longo tempo.

Outra alteração da próstata que pode promover o aparecimento destes sintomas é a chamada Hiperpalisa Prostática Benigna (HPB), que consiste no aumento da próstata resultante da ação hormonal. A HPB é também muito comum em animais de estimação e conta com tratamento medicamentoso ou cirúrgico, sendo indicada a castração, a qual soluciona o problema em pouco tempo.

QUEM AMA CASTRA:

A melhor forma de prevenir que seu amigo de estimação desenvolva câncer de próstata no futuro é a castração. A castração diminui em até 90% as chances de desenvolvimento da enfermidade.

dia-do-medico-veterinario

A castração antes do primeiro cio reduz em 90% as chances do desenvolvimento de câncer de próstata em machos.

Há outras vantagens e os benefícios que a castração proporciona ao macho:

  • Redução de fugas;
  • Controla a população de animais;
  • Evita agressividade devido à excitação sexual;
  • Diminui a demarcação territorial e, também o odor forte da urina dos gatos;
  • Diminui infecções de urina, hérnias perineais e tumores testiculares;
  • Evita alterações na próstata como o câncer, hiperplasia e inflamações na meia idade;
  • Evita o constrangimento do cão agarrando pernas e braços das visitas.

 Portanto, leve seu amigo de estimação regularmente ao Médico Veterinário para check-ups regulares e para maiores orientações sobre como promover a manutenção de sua saúde.

Adaptado: http://www.petsedicas.com/2015/11/novembro-azul-para-caes-e-gatos.html.